quilombos campusafrica 2018

 dia mandela campusafrica 2018

BINTER e IBERIA, companhias aéreas preferidas de Campus África

binter patrocinador campus africa

logo iberia

Beneficie de um desconto de 10%.

actos institucionalesAlém das atividades formativas integradas nos três módulos multidisciplinares que sustentam o programa docente, CampusÁFRICA celebrará atos institucionais relevantes, orientados a promover uma atitude social comprometida e proativa com relação a alguns dos retos mais premente do nosso tempo.

Estas sessões terão lugar durante a segunda semana em horário de tarde e em diferentes entornos institucionais, de acordo com a colaboração oferecida pelas entidades que apoiam o projeto. Os atos programados neste âmbito são os seguintes:

 

1. Dia da Macaronésia (16/07/2018)

ulisses correia silvaOs arquipélagos do Atlântico Médio (Açores, Madeira, Canárias e Cabo Verde) partilham características geológicas, biológicas, históricas e culturais e enfrentam desafios socioeconómicos e ambientais semelhantes, o que os converte num espaço geoestratégico singular que pode desempenhar uma função tricontinental relevante no âmbito das relações internacionais.

No entanto, ao contrário do que ocorre com outros espaços insulares inventados a meados do século XIX (Micronésia, Melanésia ou Polinésia), a Macaronésia ainda não está reconhecida institucionalmente dentro do geoesquema regional das Nações Unidas, nem goza de reconhecimento efetivo a nível internacional.

Por meio da celebração do Dia da Macaronésia, CampusÁFRICA pretende contribuir para fortalecer o desenvolvimento de uma consciência comum macaronésica, assim como potencializar o protagonismo dessa região como um espaço avançado de conhecimento e progresso científico.

Gravação da conferência "La Macaronesia: un futuro a construir".

 

2. Dia da Terra (17/07/2018)

Não é segredo para ninguém que o nosso planeta se encontra imerso num processo acelerado de degradação bioclimática ambiental que põe em perigo a qualidade e continuidade da vida humana na terra. O deserto do Sahara, que um dia foi um espaço habitado e fecundo, converteu-se num paradigma do futuro esperado em alguns territórios vizinhos, sujeitos atualmente a um forte processo de desertificação. Se a contaminação dos solos, dos mares e do ar não for controlada e reduzida a tempo, terá consequências prejudiciais para a saúde de todos os seres vivos. O aquecimento global, com os seus corolários de degelo polar e alterações climáticas, poderá tornar irreconhecível o mundo no qual vivemos.

Neste contexto, as iniciativas de reflexão prospetiva e a adoção de medidas que favoreçam uma melhor relação humana com a natureza são urgentes. CampusÁFRICA pretende contribuir para esse esforço global e, para tal, convidará figuras relevantes que possam orientar-nos nesta época de confusão ambiental.

 

3. Dia de Mandela (18/07/2018)

dia mandela campusafrica 2018A data de 18 de julho tem um significado especial para África e para o mundo por ter nascido nesse dia, no ano de 1918, Nelson Rolihlahla Mandela, quem pôs a sua vida ao serviço da paz e da liberdade como advogado e defensor dos direitos humanos, como preso de consciência e como primeiro presidente democrático de uma África do Sul livre.

Em reconhecimento do que se pode considerar uma trajetória pública exemplar, a Assembleia Geral das Nações Unidas instituiu a 18 de julho o “Dia Internacional de Nelson Mandela”, ressaltando os valores que Mandela encarnou, especialmente a dedicação ao serviço da humanidade através do seu trabalho humanitário nos âmbitos da resolução de conflitos, das relações interraciais, da promoção e proteção dos direitos humanos, da reconciliação, da igualdade entre géneros, dos direitos das crianças e outros grupos vulneráveis e da defesa das comunidades pobres e atrasadas.

Por esta razão, CampusÁFRICA unir-se-á a outras iniciativas mundiais que comemorarão esta data, convidando à reflexão sobre a boa governação em geral e, mais particularmente, em África.

 

4. Dia da Cooperação (19/07/2018)

mujer africaA cooperação internacional, tanto institucional como não governamental, converteuse, desde há vários lustros, num dos instrumentos mais eficazes de solidariedade entre os povos. No entanto, nestes últimos tempos, devido a circunstâncias económicas negativas, o esforço cooperativo experimentou um notório retrocesso. Agora, quando parece que se vislumbram melhores perspetivas económicas, observa-se um renovado interesse por parte das instituições e grupos por reforçar as atividades de cooperação.

CampusÁFRICA tem como objetivo promover a cooperação com o continente africano e as ilhas do seu entorno e, para tal, facilitará o encontro entre os atores institucionais e os agentes sociais involucrados em programas de cooperação.

A sessão dedicada a esta temática propõe estimular a reflexão sobre o futuro dos programas oficiais, dar publicidade às expetativas das organizações da sociedade civil e conhecer os planos das agências governamentais com responsabilidades no âmbito da cooperação. Prestar-se-á especial atenção às iniciativas de cooperação municipal para o desenvolvimento internacional.

 

5. Dia do Património Cultural (20/07/2018)

CampusÁFRICA tem lugar numa cidade que pertence à rede mundial das cidades declaradas pela UNESCO como cidades Património da Humanidade. A cidade de La Laguna está situada numa ilha que conta com o Parque Nacional do Teide, o mais visitado de Espanha e da Europa, reconhecido também pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade. Parte do território municipal de La Laguna está formado por o Parque Rural de Anaga, que pelos seus valores biogeográficos excepcionais pertenece à rede mundial mundial das Reservas da Biosfera da UNESCO. La Laguna é, também, a sede do prestigioso Centro Internacional de Conservação do Património (CICOP).

Estes factos justificam a celebração da sessão dedicada a refletir sobre os desafios globais, e em particular africanos, relacionados com a preservação do património cultural e natural. Além disso, oferecer-se-á a oportunidade de partilhar experiências e de estabelecer laços de cooperação entre municipalidades, sem esquecer a difusão turística do valioso património africano reconhecido pela UNESCO.

 

logo ayto laguna gobcan horizontal governo de CV x100 tenerifeconafrica

 

fundacion cajacanarias 2 obra social la caixa 2
iberia patrocinador campus africa tb diagnost patrocinador campus africa cinfa patrocinador campus africa binter patrocinador campus africa
cat patrocinador campus africa diagnost patrocinador campus africa ricet patrocinador campus africa COFARTE
cofares patrocinador campus africa omfe patrocinador campus africa logo goibi grises cof tenerife patrocinador campus africa logo patro melcan metro tfe patrocinador campus africa